Blog

Endodontia e tratamento de canal é a mesma coisa?

Endodontia e tratamento de canal é a mesma coisa?

O que é Endodontia?
Endodontia é a especialidade odontológica que cuida da parte interna (“Endo”) do dente (“dontia”). Ou, como já mencionamos, é o popularmente conhecido tratamento de canal. Essa função é exercida pelo dentista. Porém, dependendo da sua complexidade e gravidade, o endodontista (Especialista em Endodontia)  deve realizar.


Como é o tratamento de canal dentário?
O tratamento é feito na parte interna do dente, ou seja, no canal. Trata-se da extração da polpa, também chamada de tecido mole. Esse tecido pode estar inflamado, infectado ou até mesmo morto, dependendo do estágio que se encontra. Após essa remoção, o endodontista preenche o canal com a obturação. Isso nada mais é do que um material odontológico que irá proteger o mesmo de outras infecções e bactérias. Assim, mantém a funcionalidade e estética do dente.
Esse procedimento pode ser feito em mais de uma visita ao dentista. Por isso, consulte um especialista para entender como acontecerá o seu tratamento.


Principais sintomas
Em geral, os principais sintomas que indicam a necessidade de buscar um endodontista são:

  • Dor de dente: aquela dor persistente e que é potencializada ao ingerir alimentos frios ou quentes;
  • Dor no maxilar (superior) ou na mandíbula: essa dor é reflexo da dor do dente inflamado e pode causar até dores de cabeça e de ouvido;
  • Trauma aparente: dentes escurecidos pode ser um sinal de infecção;
  • Inchaço: é comum aparecer bolhas de pus (semelhantes à espinhas)ou de sangue ao redor do dente infeccionado;
  • Dificuldade para mastigar: acontece por conta do inchaço ao redor do dente;
  • Exposição do nervo: causado por alguma fratura no dente.  

Por que eu preciso fazer tratamento de canal?
O tratamento de canal é indicado para quem possui uma cárie profunda ou quando há alguma lesão ou inflamação no dente. Além da dor e da sensação incômoda, com o tratamento você evita situações piores. Essas situações podem envolver um abscesso, que é o acúmulo de pus na cavidade bucal e que pode ocasionar mais dor e lesões ainda mais profundas. Ou até mesmo a perda total do dente. Febre e inchaço também são algumas das reações para quem não realiza o tratamento.


Prevenir é melhor que remediar
É claro que com um bom cuidado com a saúde da sua boca e a limpeza diária correta você evita situações mais graves como o tratamento de canal. Ter um sorriso limpo e dentes brancos e alinhados não são apenas para sorrirmos melhor. Não podemos esquecer que a nossa boca é responsável por funções importantes como a mastigação, a fala e a respiração.
As cáries são resultado da digestão ou metabolização do açúcar e começam em formato de placa bacteriana. Essa placa vai lentamente estragando os dentes, desde o esmalte até as suas demais estruturas, até formar um buraco, que é chamado de cárie.


Veja as principais recomendações para evitar as cáries:

  • Escove os dentes após cada refeição e faça uso do fio dental;
  • Utilize enxaguante bucal após a escovação;
  • Faça tratamento com flúor periodicamente;
  • Evite a ingestão de açúcar
  • Evite gomas de mascar;
  • Invista na alimentação rica em fibras;
  • Visite o seu dentista a cada seis meses.

Há também cuidados com a estética do dente que podem ajudar na limpeza e prevenção de cáries. Para esses casos, se você tem dentes tortos ou desalinhados, procure um ortodontista.
Em crianças, a prevenção deve começar antes mesmo de surgir os primeiros dentinhos. Os pais devem sempre passar a importância de ter bons hábitos e cuidados com os dentes. Além disso, é essencial manter as visitas recorrentes ao odontopediatra, profissional especializado para os pequenos.

Compartilhe: